Home » , , , , , , , , » Relançamento do romance “Amor Impossível”, de E. L. Woods, será neste sábado em Arcoverde (PE)

Relançamento do romance “Amor Impossível”, de E. L. Woods, será neste sábado em Arcoverde (PE)

Por: J. B. Novare Em: 24/03/2017

E. L. Woods, autora principiante no mundo literário, relança nesta sábado (25) em Arcoverde (PE), o seu primeiro livro intitulado “Amor Impossível”. A obra é um romance de época que se passa em Hamptonshire, cidade campestre da Inglaterra. O livro será apresentado a partir das 17 horas na residência da amiga Luciana, na Rua Eurico Pacheco Freire, nº 245, bairro Sucupira, em Arcoverde, Pernambuco.

Publicado pela Chiado Editora, o livro teve seu primeiro lançamento no dia 17 de janeiro em Portugal e também no Brasil. A seção de autógrafos ocorreu em Maceió (AL), no dia 22 de fevereiro. A obra possui 298 páginas e está disponível no site da Editora Chiado e das livrarias Cultura, Martins Fontes e Curitibapor R$ 39,00. Dentro de alguns dias o livro estará disponível também nas Livrarias Saraiva, Galileu, Janina, Easybooks e Travessa.

“Amor Impossível” é um romance de época que tem como personagens centrais Andrew Clark e Melise Evans. Andrew é um lindo viúvo, rico e cético em relação ao amor. Já Melise é uma linda jovem, de apenas 21 anos, que perdera os pais e o único irmão num trágico acidente, bem como todos os bens que pertenciam à família. A história começa narrando a dor e a solidão de Melise, dois meses após a morte dos seus familiares. Após a tragédia a jovem não via outra saída para o seu sofrimento a não ser ir embora para sempre, antes que o herdeiro daquele lugar que fora o seu lar durante toda sua vida chegasse e tornasse as coisas ainda mais difíceis… Melise estava a caminho de Kinsley House, em Hamptonshire, onde seria a preceptora da filha de Andrew. Quando chegou e teve um vislumbre da beleza daquelas terras, pensou que poderia ser feliz novamente. Mas não esperava se apaixonar pelo lindo patrão. Que também é surpreendido pela beleza e simplicidade daquela jovem.

O livro retrata uma história com cenas de perda e dor, mas, principalmente, o amor entre duas pessoas, que, apesar de possuírem concepções diferentes de sentimentos, vencem barreiras, à medida que se libertam dos preconceitos da sociedade da época, e entendem que, às vezes, é necessária uma mudança radical na vida para encontrar a verdadeira felicidade.

E. L. Woods é o pseudônimo de Edileuza Lima Ferraz. Pernambucana residente em Maceió, no estado de Alagoa, desde 2003. Trabalha no Instituto Federal de Alagoas, onde já foi diretora de Gestão de Pessoas por quase seis anos, e é formada em Letras e especialista em Gestão de Pessoas.

“Eu sempre tive uma imaginação bastante fértil, mas nada que me motivasse a escrever um livro. Talvez porque pensasse que não conseguiria escrever uma história completa, com começo, meio e fim. Mas em 2014, não lembro precisamente o mês, certa noite antes de dormir eu criei uma história que iniciava com um romance de época entre dois personagens, que logo lhes dei nome. Nos dias seguintes, todas as noites, eu dava prosseguimento à história. Até que um dia, eu levantei, peguei o notebook e comecei a escrever. Em dois meses eu já havia terminado todo a narrativa. Depois, foi só corrigir e acrescentar algo que surgia na mente”, revela E. L. Woods sobre o seu livro.

A autora já concluiu a sua segunda obra, a qual está faltando apenas ser enviada para a editora. E já está escrevendo a terceira, que deve ser uma série em três livros. E. L. Woods é apaixonada por filmes e séries de época, desde a infância, e revela: “Assisti a todos os filmes originários das obras de Jane Austen. Depois, uma amiga me emprestou um livro de Meg Cabot e comecei a me interessar por outros autores que seguiam uma linha parecida com a de Jane Austen, embora com menos propriedade, já que ela escrevia sobre a época em que vivia. Então, além dessas, as autoras Jutith Mcnaught, Júlia Quinn, Mary Balogh, Tessa Dare, e outras me influenciaram bastante”.

1 Comentários:

  1. Não conhecia a autora ou suas obras, mas adorei as premissas. Uma prima mora em arcoverde, irei logo indicar para ela haha

    abraço!
    lupiliteratus.blogspot.com

    ResponderExcluir

pesquisar

Nossos Parceiros

Publicidade/Livraria Parceira