Home » , , , , , , » Wanda Monteiro publica novo livro de poesias com o título “A Liturgia do Tempo e Outros Silêncios”

Wanda Monteiro publica novo livro de poesias com o título “A Liturgia do Tempo e Outros Silêncios”

Por: J. B. Novare Em: 08/02/2019

Novo livro da poeta Wanda Monteiro é publicado sob o título “A Liturgia do Tempo e Outros Silêncios” pela Editora Patuá. Na obra, a escritora constrói uma narrativa poética que discorre sobre a realidade e os seus espectros no tempo e no espaço, ou a ilusão que temos dela. O livro já se encontra em pré-venda pelo site da editora e terá o seu primeiro lançamento no próximo dia 16 de fevereiro, às 19 horas, em São Paulo, na Patuscada – Livraria, Bar e Café (Rua Luís Murat, 40 - Pinheiro).

“O que temos e o que podemos reter, apreender, são apenas espectros de uma aparente realidade tridimensional. Para o humano, a realidade é feita de sentidos. Vivê-la é um mero processo mental. O cotidiano, sua uniformidade, o tédio de sua rotina, tudo isso martela minha consciência”, escreve a autora. “Sou atraída pelo insólito, pelo incomum, pelo extraordinário da realidade. É essa argamassa que eu transformo em supra-realidade. E é essa amorgrafia o meu barro para modelar a palavra poética”, finaliza. O seu livro atual fala dessas inquietações. Diz desse desassossego, de para além da subjetividade, saber da vida o seu deslimite.

“Wanda Monteiro faz do tempo um templo de mudez, de silêncios e vazios, mas também do dom da escrita: no exato ato da escrita/não há nada fora do tempo. O tempo é sagrado porque recria o mundo pela palavra. É como o retorno ao ato inaugural. O poema, a linguagem é terra, fogo, ar e água. Tem a força metamorfótica de Proteu e a imaginação de Ícaro em querer alcançar o sol dos sonhos e da imaginação fértil. As palavras têm asas na sua dominação aérea que ultrapassa os sentidos: no gargalo da garganta/ergue-se um mausoléu de asas/em santo sepulcro de palavras aladas. Para Platão, a verdade é alétheia, ‘não esquecimento’. Wanda Monteiro não bebe das águas do Lethes: esquecer é silenciar o ser. A memória compõe nossa essência e é domada pelo tempo sempre presente. A nossa subjetividade é controlada pelo tempo. E a escrita está dentro dele, como diz a poeta. O ser é uma fera aprisionada pelo tempo seu algoz mais cruel a corroer tudo com suas mãos proeminentes”, escreve a escritora Alexandra Vieira de Almeida.

“Em A LITURGIA DO TEMPO E OUTROS SILÊNCIOS, a palavra poética de Wanda Monteiro é um rio que milagra. É flor que o rio lava, flor que o rio (en)leva, flor que o rio (en)lama. É rama bordada com o linho verde das águas… A poeta corporifica a fluidez, contorna o movimento,  como se da chuva, sobre um rio de palavras, adentre o verbo para conduzi-lo ao silêncio que a tudo enlaça e tudo vê. Para ela, o tempo é CHÃO ITINERANTE a mover-se caudaloso num rio de memórias. Lúcida, Wanda Monteiro sabe do ato litúrgico do dizer poético e que esse dizer é também matar, é também perder, é também violar O IMPLACÁVEL SILÊNCIO DO VERBO”, cita Lázara Panpadrea (escritora).

Wanda Monteiro é advogada e escritora, uma amazônida nascida à margem esquerda do rio Amazonas no Pará, mas que vive atualmente em Niterói, no Rio de Janeiro. Tem seus textos publicados em várias revistas literárias, virtuais e impressas, tais como: Acrobata, Diversos Afins, Gueto, Ruído Manifesto, Mallarmargens, Zona da Palavra, Intacta Retina, Relevo, In Comunidades, LiteraturaBr, Vício Velho, DesEnredos, Senhoras Obscenas, Amaitê, e outras. Atua como colaboradora em vários movimentos de incentivo à leitura no Brasil. Suas obras já publicadas inclui: “O Beijo da Chuva” (Ed. Amazônia, 2008); “ANVERSO” (Ed Amazônia, 2011); “Duas Mulheres Entardecendo” (Ed. Tempo, 2015); “Aquatempo” (Ed. Literacidade, 2016). Uma novidade, é que o próximo livro da autora terá o título “A Filha do Rio”, uma biografia romanceada sobre os anos vividos na ditadura militar no Brasil.

“A Liturgia do Tempo e Outros Silêncios” também será lançado ainda no Rio de Janeiro como parte da programação do projeto Rio de Versos no CCBB, projeto sob a curadoria de Sady Bianchin. Outro lançamento ocorrerá também em Belém do Pará, no projeto sob a curadoria de Giselle Ribeiro, Palavra de Poeta, na livraria FOX no dia 11 de março às 19 horas. O livro custa R$ 38,00 pela loja online da editora (aqui).

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros