Home » , , , , , , » Poeta maranhense Paulo Rodrigues publica novo livro e lançamento será em dezembro em Santa Inês

Poeta maranhense Paulo Rodrigues publica novo livro e lançamento será em dezembro em Santa Inês

Por: J. B. Novare Em: 24/11/2018

Será lançado no próximo mês, dia 15 de dezembro, em Santa Inês (MA), o novo livro do poeta maranhense Paulo Rodrigues. Assim como o anterior (O Abrigo de Orfeu), o novo trabalho é um livro de poesias também publicado pela Editora Penalux. A obra tem como título “Escombros de Ninguém”, reúne 78 páginas e seus poemas transitam entre a individualidade e a coletividade, a memória e a história, intermediados pelo foro íntimo, apontando para a feição de uma história a ser reescrita, e com um ambíguo desafio para o leitor, do olhar que só vê na página o que o passado nos entrega de irremediável, a lápide branca, o tempo em branco. O lançamento do livro será a partir das 9:30 horas no IEMA/Santa Inês (Rua Ollho Dágua, nº 427 - Bairro do Céu).

“A poesia é inesgotável. Há, por certo, muito a se falar daquela que opera com diversos aspectos e espessuras, como este ‘Escombros de Ninguém’, que se coloca diante do leitor para outros possíveis e imprevisíveis olhares. Nossa poesia precisa estar atenta aos limiares e às pragmáticas que a rodam o tempo todo. Rodrigues tem a coragem de trazer universos próprios nem sempre aceitos pela cosmovisão urbanoide, a qual converte tudo à sua imagem e semelhança. Poesia é voar fora da asa”, comenta Antonio Aílton (poeta, ensaísta e doutor em Teoria da Literatura).

“Escombros de Ninguém” é um livro fascinante. É o sopro vital de um poeta que recusa o caminho do óbvio. Aqui, neste poemário de múltiplas nuances, o leitor encontrará poemas que abordarão, desde as inquietudes do mundo moderno, às micros vivências da vida miúda. Tudo expresso com a clara certeza de quem achou seu próprio caminho. Paulo Rodrigues pertence a uma família poética que aborda a linguagem pela via do estranhamento, cuja construção verbal nos instiga a sentir arrepios, como se suas palavras tivessem dentes. Trata-se de um dos mais representativos poetas do Maranhão atual”, escreve o poeta e compositor Salgado Maranhão.

Paulo Rodrigues nasceu em Caxias-MA, em 16 de fevereiro de 1978. É Professor de Língua Portuguesa e de Latim. Foi Secretário de Educação de Santa Inês. É escritor, poeta e jornalista. Obras já publicadas são: “Dissonâncias Poéticas Em Poemas Acidentais” (Poesia/ Editora 360º), em 2013; “Crônicas da Cidade e Outras Narrativas” (Crônicas/ Editora 360º), em 2014; “Apenas Um Sujeito Lírico” (Poesia/ Editora 360º), em 2015; e “O Abrigo de Orfeu” (Poesia/Penalux), em 2017. Esse último, é um livro de poemas que traduz as angustias, medos e tragédias vividas pelo autor. Uma obra bem realizada no aspecto linguístico.

Como professor de Língua Portuguesa, Paulo Rodrigues atua na Rede Estadual de Ensino, e como jornalista colabora no Jornal Agora Santa Inês. O poeta também é ativista cultural no Maranhão. É graduado em Letras (UEMA), Especialista em Língua Portuguesa (UEMA), e faz Filosofia pela Universidade Estácio. Na literatura, prepara o próximo livro com o título “O Pião Azul e Outros Poemas”, uma obra com poemas para o público infantil.

“O livro (Escombros de Ninguém) começou a nascer quando descobrimos que minha esposa estava grávida de uma menina, que recebeu o nome de Açucena Maria, e fez eu fazer grandes reflexões sobre a vida. De maneira, que eu acabei voltando aos meus escombros. Juntei alguns pedaços de mim e joguei fora outros, imprestáveis”, revela o poeta. A obra está à venda na Livraria e Espaço cultural AMEI (em São Luís) e pelo site da editora por R$ 34,00 (www.editorapenalux.com).

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros