O Amor Da Minha Vida - Anderson Lima

Por: Anderson Lima Em: 14/06/2017

Imagem: Anderson Lima
Eu não conheci na escola, nem na balada e muito menos na praça da minha pequena cidade. No domingo 06 de Novembro de 2005, na procissão para a comunhão eucarística, encontrei quem desde que nasci procurava, isto é, fui encontrado. Como se tudo já estivesse escrito. E, de fato, estava!

O amor que meu coração sempre buscou e que alimentara minha alma estava há poucos metros de mim. Foi o mais extraordinário encontro da minha vida. Eu só tinha 14 anos. Minhas pernas não tremiam, nem fiquei sem ar. No entanto, algo ardia dentro de mim. Sentir uma leveza e meus olhos sinalizavam com lágrimas. Não trocamos nenhuma palavra, mas sentir seu sorriso de forma simples.

Voltamos a nos encontrar na quinta-feira, às 18h, foi uma Hora Santa, porque essa minha vida só começou a ter sentido ali. Nossa primeira conversa provavelmente se iniciou com uma pergunta sobre se meu coração tão cheio de medo e nó fosse digno de amar. A intimidade foi crescendo, eu passei a visitá-lo todos os dias depois das aulas. E, de repente, aconteceu. Meu coração já não me pertencia. Não lembro há quanto tempo toda essa beleza começou, mas vejo na alma que já nos conhecíamos.

Naquela mesma quinta-feira, trocamos olhares e as conversas tornaram-se frequentes. Já tinha escutado aquela voz antes. Descobri que ele já me amava e já tinha até morrido por mim. Fiquei sem entender por alguns minutos, porém depois compreendi. Hoje, tenho oportunidade de fazer parte do universo dele não só como “o menino que deseja ser padre”. Mas, sobretudo, como escravo de amor da Virgem Santíssima. Pelas mãos puríssimas de Maria sou todo de Jesus e o amo a partir daquela Cruz que o pregaram. Sou alimentado pelo fruto daquela árvore, a Sagrada Eucaristia.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros