Home » , , , , , , » Dentista publica livro de romance ambientado no Brasil de 1968

Dentista publica livro de romance ambientado no Brasil de 1968

Por: J. B. Novare Em: 12/03/2017

O dentista e professor de Ensino Médio Alan Valério, lança nesta segunda-feira (13) o seu mais novo livro. “Brasil 1968” é um romance ambientado no final da década de 60, período em que o Brasil passava por grandes conflitos sociais com protestos nas ruas contra a ditadura. O livro será lançado na Livraria Curitiba (Valesul Shopping), na Avenida Andrômeda, nº 227, Jardim Satélite, em São José dos Campos (SP).

“Brasil 1968” é uma obra de ficção e seus personagens fazem parte da livre criação do autor. Contudo, o livro apresenta como pano de fundo, fatos reais que aconteceram no ano de 68, como a inauguração do Museu de Arte de São Paulo - MASP, a morte do estudante Edson Luís de Lima Souto e a apresentação da peça teatral Roda Viva, de Chico Buarque, entre outros.  Além disso, há trechos de músicas que inspiraram a trama: "Viola Enluarada", de Marcos Valle; "Pois É, Pra Quê", de Sidney Miller; e "Roda Viva", de Chico Buarque. “Para redigir o romance, busquei inspiração em Jorge Amado, com suas histórias vivas, alegóricas, de um mundo urbano e rural, intenso e esquecido. E também em Lygia Fagundes Telles, por sua narrativa estética, lapidada”, diz Alan.

O ano de 1968 foi marcado por intensas manifestações a favor da liberdade e por conflitos violentos, como a ocupação de estudantes nas Universidades da Espanha e da Itália, o assassinato de Martin Luther King e a série de protestos dos estudantes franceses. No Brasil, com a posse do presidente Arthur da Costa e Silva, o governo inicia sua fase mais dura e impetuosa, com a proibição das manifestações de rua em todo o país e o decreto do Ato Institucional nº 05. O livro “Brasil 1968” retrata a vida de pessoas rotuladas como “alienadas”, ou seja, alheias ao que se passava nas ruas, no país e no mundo naquele ano de 1968. Contudo, presas as suas próprias convenções sociais, estas personagens decidem romper com a opressão, encontrando na ação revolucionária e no protesto contra a ditadura, uma razão consistente para mudarem o rumo de suas vidas. A vida nunca mais seria a mesma, as marcas daquela época ficariam para sempre nos corações de toda uma nação e tudo o que surgiu a partir daí construiu este romance que, fiel aos fatos, é uma radiografia do medo e da esperança que tomou conta do País.

O livro é indicado tanto para jovens quanto para adultos. Fui publicado pela Editora Quártica, possui 152 páginas e está à venda por R$ 25,00 nas Livrarias Curitiba, loja Valesul Shopping (São José dos Campos/SP) e por meio de encomenda com o autor pelo e-mail pilf21@yahoo.com.br.

Alan Luís Vieira Valério mora em São José dos Campos, em São Paulo, é dentista, licenciado em Biologia, pós-graduado em Saúde Coletiva. Também é formado em Filosofia e Ensino de Filosofia. Atualmente trabalha como dentista no SESC de São José dos Campos e leciona em uma escola técnica de Ensino Médio.

“Aos dezoito anos, escrevi um romance baseado no início do século XX, abordando uma mulher submetida a um casamento forjado pelo próprio pai, cuja trama estava centrada na busca pela liberdade. Contudo, como eu sou um apaixonado pela cultura retrô, eu transportei a história para o ano de 1968, criando uma atmosfera tensa e revolucionária, modificando completamente a estrutura das personagens, mas mantendo o carisma libertador da obra, a qual passou a se chamar Brasil 1968”, revela o autor.

Outros trabalhos publicados por Alan Valério: “Uma ponte para o futuro”, da Antologia: Escritos para um novo milênio, 2001; “O Aroma do Amor”, da Antologia “Anuário de Escritores 2000”, 2000 (Editora Litteris); “A Raiz da Sabedoria”, da Antologia “Nova Literatura Brasileira”, 2014 (Editora Litteris); “O Cetro do Poder”, na “Antologia de Contos 2005”, 2005 (UNIVAP).

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros