Home » , , , , , , » Com título polêmico, jornalista portuguesa Judite Sousa lança livro sobre Jair Bolsonaro

Com título polêmico, jornalista portuguesa Judite Sousa lança livro sobre Jair Bolsonaro

Por: Bookeiro Publish Em: 17/12/2018

Depois de enviada pela TVI para fazer a cobertura do 2º turno das eleições no Brasil, a jornalista portuguesa Judite Sousa publica novo livro onde fala sobre a campanha do então presidente eleito Jair Bolsonaro, que se isolou depois de um atentado e comunicou-se com o eleitorado, em grande parte, pelas redes sociais. A obra, cujo título é “Político Esfaqueado ou é Morto ou é Eleito”, possui 184 páginas e está sendo editada pela Oficina do Livro (LeYa) e será apresentado pelo jornalista Sérgio Figueiredo às 18:30 horas do próximo dia 3 de janeiro de 2019 na Livraria Leya, na Bucholz, em Lisboa, semana em que o novo presidente toma posse no Brasil. O evento de lançamento do livro contará com a participação dos músicos Pedro Flores e Rita Marrafa de Carvalho.

A obra pretende trazer um olhar diferente para perceber as democracias atuais e começou a surgir em outubro, quando a jornalista Judite Sousa foi enviado ao Brasil para fazer a cobertura das campanhas do segundo turno das eleições presidenciais e encontrou um país clamando por mudança. Segundo o que escreveu a autora em sua página no Instagram, o livro foi escrito com “muita entrega” e “com paixão”. Ao contrário de muitos comentários de apoiadores de Bolsonaro, que criticaram a escolha do título para a obra, argumentando que o presidente foi eleito “pela mudança” e não “pelo atentado sofrido”.

O que a jornalista encontrou no Brasil, durante a campanha, foi um candidato que se isolou em casa e que pouco apareceu nos meios de comunicação comuns (como a TV, por exemplo), nos comícios, carreatas e nos debates políticos. E que para ele, a saída foi alternar para o uso das redes sociais para poder repassar suas propostas de governo ao eleitorado brasileiro, por meio de textos e vídeos ao vivo.

Em um anúncio feito à imprensa pelo Grupo Editorial LeYa, o livro tem como principal foco “o perigo da extrema-direita, aliado ao poder das tecnologias” (partindo do exemplo do presidente eleito Jair Bolsonaro), utilizar-se de estratégias de comunicação com o público (algo bastante comum plataformas digitais), assim como fez o então candidato para comunicar-se com o eleitorado brasileiro, depois de sofrer um atentado por parte de um eleitor durante a campanha presidencial no primeiro turno das eleições.

“Neste livro, a autora parte da realidade política do Brasil para analisar outras democracias que aparentam estar em crise e onde os eleitores são conquistados através do WhatsApp, do Facebook, do Twitter e das fake news - esse fenômeno viral que elege ou destitui políticos e ensombra a História contemporânea”, refere o comunicado da editora.

“Quis passar para o papel as minhas vivências profissionais, no âmbito da cobertura da segunda volta das eleições presidenciais brasileiras que fiz para a TVI”, relata a jornalista. “Nas últimas semanas li muito sobre esta vitória. E tendo sido enviada ao Brasil, quis analisar no livro o fenômeno Bolsonaro à luz dos mais recentes estudos sobre comunicação política, nomeadamente os últimos livros de ciência política dos professores de Harvard”.

Judite Sousa tem 58 anos e é uma das jornalistas mais conhecidas e reconhecidas de Portugal, tendo apresentado vários programas de informação e análise política e estado presente, como enviada especial, em alguns dos acontecimentos mais marcantes dos últimos 20 anos. Esteve presente em alguns dos principais acontecimentos da História recente. Cobriu as campanhas, e as primeiras vitórias, de Barack Obama e Emmanuel Macron, assistiu ao genocídio do Ruanda, foi enviada especial à Guerra da Bósnia (trabalho que lhe valeu o Prêmio Bordalo de Jornalismo) e, entre tantas outras reportagens, esteve no Paquistão após os ataques do 11 de Setembro e em Madrid logo depois dos atentados de Atocha. Começou a sua carreira na RTP, onde se destacou como apresentadora da Grande Entrevista, e veio depois a tornar-se um dos rostos da TVI, na qual desempenha o cargo de Diretora-adjunta de Informação. Em 2005, foi-lhe atribuído o grau de Comendadora da Ordem de Mérito. Além de jornalista, foi docente do ISCEM e é autora de nove livros, sobre temas vários, desde a reportagem, à entrevista e à ficção.

Em sua lista de livros já publicados, a jornalista conta com: “Olá Mariana - O Poder da Pergunta” (2002), “A Vida É Um Minuto” (2009), “Olhos Nos Olhos”, com Medina Carreira (2012), “Álvaro, Eugénia e Ana” (2013), “Os Nossos Príncipes” (2014), “Segredos” (2015), “Pensar, Sentir, Viver”, com Diogo Telles Correia (2017), “Duas ou Três Coisas Sobre Mim” (2018), “Não Me Olhes Com Esse Tom de Voz”, com Maria do Céu Santo (2018). O livro já está em pré-venda, custa cerca de 15,00€ pelas livrarias online de Portugal, e o envio da obra será a partir do dia 3 de janeiro.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros