Home » , , , , , , » Escola de São Luís promoverá lançamento coletivo de escritores maranhenses de literatura infantil

Escola de São Luís promoverá lançamento coletivo de escritores maranhenses de literatura infantil

Por: J. B. Novare Em: 27/02/2018

O Colégio Santa Teresa, por meio do projeto Ciranda da Leitura, promoverá nesta quinta-feira, dia 1 de março, em São Luís/MA, o evento de lançamento coletivo de obras de escritores maranhenses de Literatura Infantil. O evento será a partir das 16 horas na biblioteca da escola e contará com a participação dos autores Anísia Nascimento, Cléo Rolim, Martha Reis, Natinho Costa Fênix, Sharlene Serra e Wilson Marques. A entrada será livre e o público-alvo do evento e do projeto são os alunos da própria escola.

O evento está sendo organizado pelo Colégio Santa Teresa sob a coordenação da bibliotecária Silvana Gusmão, e faz parte da primeira etapa do projeto “Ciranda da Leitura”, que visa incentivar os alunos a conhecer os escritores maranhenses e consequentemente suas obras que serão trabalhadas em todo o projeto, assim valorizando a literatura infantojuvenil maranhense.

Cada um dos autores convidados estarão apresentando suas principais obras infantis. Dentre elas estão: “O Gato Que Queria Ser Sapo” e “Na Terra das Cores”, de Cléo Rolim; “Conhecendo Divertidamente Os Alimentos”, de Martha Reis; “As Aventuras de Uma Gotinha D’água” e “O Gatinho Que Não Sabia Miar”, de Natinho Costa Fênix; “Diário Mágico” e a “Coleção Incluir”, de Sharlene Serra; “A Menina Levada e a Serpente Encantada” e “Arte e Manhas do Jabuti”, de Wilson Marques; e “A Bruxinha Lenlenzinha e As Cores”, de Anísia Nascimento.

O Colégio Santa Teresa é uma instituição de ensino do estado do Maranhão, que surgiu a partir de uma iniciativa de Irmãs Dorotéias vindas da Itália, por volta de 1894. Adotando no estado, um modelo de evangelização cristã através da educação, inciando-se então a proposta educacional da escola, baseada nos sonhos e propósitos pedagógicos idealizados por Santa Paula Frassinetti.

Paula Frassinetti, enquanto vivia nos arredores de Gênova (Itália), no séc XIX, e sentindo-se impelida a fazer algo para mudar a realidade das crianças e dos pobres que viviam em situação de exclusão material e cultural, aliou-se a outras jovens sensíveis e assumiram o compromisso de transformar a realidade evangelizando por meio da Educação. Surgindo então, a Congregação de Santa Dorotéia.

Ao chegarem no Maranhão, no final do século XIX, recebidas pelo Asilo de Recolhimento Santa Teresa, as Irmãs Dorotéias, com o auxílio de leigos que aderiram à proposta pedagógica instituída por Santa Paula, implantaram a ideia e começaram a educar as crianças e jovens pela “via do coração e do amor”, e a orientá-los pela Bússola da Vontade de Deus, tendo isso como tarefa desenvolvida diariamente na escola. E ao longo dos anos a concepção educativa foi sendo atualizada pelas teorias educacionais, cujos princípios são condizentes com as intuições de Santa Paula e com os valores cristãos. Assim a prática recebeu os reforços teóricos de Paulo Freire, Piaget, Vigostky, Freinet e outros que referendam a concepção de educação como um processo de formação integral do sujeito e de aprendizagem como espaço de interações múltiplas.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros