Home » , , , , » História da Escola Municipal de Boa Vista, em Martinho Campos (MG), é tema em livro do historiador Geraldo Andrade

História da Escola Municipal de Boa Vista, em Martinho Campos (MG), é tema em livro do historiador Geraldo Andrade

Por: J. B. Novare Em: 15/04/2017

Com sua terceira obra publicada o historiador e advogado Geraldo Andrade, lança neste sábado (15) “A Escola de Boa Vista - História e Memória” em Martinho Campos (MG). Em comemoração aos 70 anos de fundação da escola, o livro conta, reconta e registra os fatos de uma instituição rural, que tem se destacado no cenário nacional pelo excelente ensino oferecido. A escola é uma instituição pequena, no meio do mato, mas os alunos que por ela passaram, hoje ocupam os mais variados cargos pelo Brasil afora e no exterior.

O livro será apresentado hoje (sábado) na Barraquinha de Boa Vista, a partir das 20 horas. Em seguida haverá um baile de lançamento com o a participação do cantor Netinho e muita comida e bebida. A obra fui publicada pela Arte Sam, possui cerca de 200 páginas e está disponível nos formatos físicos e digital (e-book) por R$ 30,00 e R$ 20,00, consequentemente, com o autor, na Escola de Boa Vista e em algumas lojas em Martinho Campos (MG).

“A Escola de Boa Vista - História e Memória” é uma obra que registra a história e memória de uma escola, que mesmo para que não tenha estudado nele, certamente poderá identificar-se muito com a obra. Relembrando épocas, contextualizando os fatos históricos, sorrindo e se emocionando com a vida desse povo. “Os filhos e filhas da Escola de Boa Vista têm muitas histórias para contar. Digo filhos e filhas porque considero essa escola como a nossa mãe. É uma mãe com muitos filhos e que nos recebeu e acolheu - desde pequenos - de braços abertos. Acolheu a mim e acolheu a você que agora porta em suas mãos esta obra mediante a qual lhe proporcionará uma viagem há quase setenta anos. Quantos Joãos a escola recebeu? Quantas Marias passaram por aqui? É uma Escola acolhedora, especial, que deve ter a sua memória preservada para as gerações presentes e vindouras”, reflete o autor.

A ideia de preservar a memória da escola surgiu com um sonho e um desafio do diretor Ailton Maria de Souza. Ele sonhou e depois desafiou o historiador Geraldo a escrever o livro em comemoração aos 70 anos de História da Escola Municipal de Boa Vista. “Primeiramente confesso que fiquei imensamente grato com o convite e ressaltei tamanha responsabilidade que me foi concedida. Logo percebi que o sonho do diretor se transformou no meu sonho e no sonho de muitos filhos e filhas da escola. O sonho - com o tempo - virou ansiedade. Fui questionado diariamente pelos leitores sobre a data da publicação da obra. Algumas pessoas paravam-me para comentar de sua ansiedade em ter logo o livro em suas mãos para ler, presentear, indicar a parentes e amigos. Por outro lado percebi que não podemos deixar a história da escola ser esquecida. É preciso contar, recontar e registrar a nossa história a fim de podermos preservá-la. Tudo que não se registra se perde ao longo do tempo. Perde-se porque somos falíveis, as pessoas morrem, os documentos desaparecem, esquecemos os fatos. Para evitar que isso aconteça é necessário registrar”, revela Geraldo.

Para escrever o livro, Geraldo Andrade analisou documentos e fotografias, visitou a escola, conversou com ex-alunos e entrevistou muitos professores, que passaram pela escola. Esteve com Helena Maria de Jesus, Maria Júnia Dias, Iolanda Maria Corgosinho, Antonina Latalisa França, Conceição Gonzaga de Carvalho, Alminda Ferreira do Nascimento, Maria José de Oliveira, Maria Ângela Moreno Valério, Maria Azevedo Ferreira, Maria Madalena dos Santos Silva, Conceição Aparecida Galdino, Maria Luiza Costa, Luísa Maria Corgosinho, Creuza Maria Pinto Lobato, Elvira Pimenta Soares Oliveira Pinto, Martha Elena Soares Pimenta de Medeiros, Maria da Conceição Lobato, Dalva Maria Oliveira, Ailton Maria de Souza e tantos outros que muito contribuíram na realização desse projeto. 

O livro foi dividido em vinte e seis capítulos e as considerações finais. Nele o autor procurou seguir uma ordem cronológica dos fatos. Iniciou com o sonho de uma escola e conclui com os dias atuais. Ao longo da escrita do livro, Geraldo recebeu uma carta de uma aluna da Escola de Boa Vista, da década de 50, que foi colocada como um dos capítulos. Também foi promovido um concurso de desenho e redação na Escola. O desenho está no verso do livro e a redação, no apêndice.

“Eu senti uma grande satisfação em escrever esse livro e espero que você sinta muito prazer ao lê-lo. Se atingi esse objetivo sinto-me satisfeito, senão, peço desculpas. A Escola de Boa Vista - História e Memória não é uma obra qualquer. É um trabalho muito especial. É especial porque é o nosso livro. Digo que é nosso porque visa contar a nossa história. Será contado aqui a minha, a sua, a nossa história. Assim fecho citando o poeta português Fernando Pessoa que diz: quando Deus quer, o homem sonha e a obra nasce. Então está aí a obra. Está aí a minha, a sua, a nossa história”, destaca.

Geraldo Andrade é advogado, historiador, mestre e doutorando em Direito Constitucional. Também é professor universitário e leciona no curso Aprovarium, via satélite, para os candidatos ao Exame da OAB do Brasil inteiro. Este não é o primeiro trabalho de Geraldo, ele já publicou antes outras obras: “Responsabilidade Civil Ambiental” e “Curso de Direito Constitucional”. O primeiro é sua dissertação de Mestrado. O segundo já é uma obra bem mais ampla, com 803 páginas e publicada pela Editora Clube de Autores.

O livro “Curso de Direito Constitucional” é uma soma de anos de estudos do Direito Constitucional aliado à prática em salas de aula nas faculdades e cursos preparatórios para concursos e exames da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). O nome “Curso” tem o propósito de abordar todos os pontos da Constituição. A obra procura abordar a Constituição de 1988, levando em consideração a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal, as várias emendas ao longo dos anos e os tratados internacionais de direitos humanos recepcionados no país. O livro foi atualizado até a emenda constitucional 95/2016, a súmula vinculante 56 e o novo Código de Processo Civil. Nele o autor procura usar uma linguagem coloquial, mais leve, próxima da sala de aula.

Com o livro “A Escola de Boa Vista - História e Memória”, Geraldo Andrade está com a agenda formulada para os próximos dias. Já tem um lançamento pré-agendado para a feira de Martinho Campos, e amanhã, domingo (16), estará divulgando o seu livro em um Congresso. Também já recebeu convite para palestras em duas escolas: uma em Contagem (MG) e outra na capital Belo Horizonte (MG). O autor conta com o apoio da Rádio Criativa FM, que está fazendo a divulgação gratuita da obra.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros