Home » , , , , , » Influências tecnológicas no cotidiano são destaque em obra do pesquisador paulista Sérgio Basbaum

Influências tecnológicas no cotidiano são destaque em obra do pesquisador paulista Sérgio Basbaum

Por: J. B. Novare Em: 16/02/2017

O livro “O Primado da Percepção e Suas Consequências no Ambiente Midiático” é a mais recente publicação do pesquisador Sérgio Basbaum, e será lançada hoje (16) na cidade de São Paulo (SP). O encontro, com bate-papo com o autor e apresentação do livro, ocorrerá a partir das 18:30h na Livraria da Vila (Rua Fradique Coutinho, 915), no bairro Vila Madalena.

“O Primado da Percepção e Suas Consequências no Ambiente Midiático” é um livro de filosofia com 346 páginas, publicado pela Editorial Intermeios (FAPESP) e está à venda nas principais livrarias e na página da editora (http://www.intermeioscultural.com.br/). Podem adquirir a obra, tanto leitores que buscam conhecer mais sobre o ambiente midiático, quanto, pesquisadores, professores, artistas e outras pessoas que se vejam interessadas em compreender a época tão intensa que estamos vivendo.

Esta é uma obra que procura discutir a nossa experiência contemporânea nas sociedades tecnológicas, pelo viés da percepção. Para tanto, discute as relações entre percepção e sentido, as relações entre percepção e cultura, a questão da técnica, e por fim a arte contemporânea como espaço onde se pode decifrar a sensibilidade de uma época. A partir daí, procura desvendar o que seria a percepção digital, a mesma que vem sendo moldada pelas nossas interações cotidianas com aparatos digitais.

A origem do livro é a tese de doutorado, defendida por Sérgio na PUC de São Paulo, em 2005. Lá ele formulou as ideias centrais que movem até hoje o seu trabalho como docente e pesquisador. “Neste trabalho acho que a marca da filosofia merleu-pontyana é bem forte, e também do estilo de escrita de Vilém Flusser. Também há muito de McLuhan. O tom geral do trabalho é filosófico, embora ele trate também de percepção e arte”, revela o autor.

Este não é o primeiro trabalho de Sérgio Basbaum. Ele já publicou anteriormente "Sinestesia, Arte e Tecnologia", lançado pela Editora Annablume em 2002. A obra trata do problema da sinestesia na experiência e na arte, bem como discute a possibilidade de uma linguagem de cores e sons.

Sérgio Roclaw Basbaum, ou apenas Sérgio Basbaum, nasceu em São Paulo em 1964, onde vive e trabalha até hoje.  É pesquisador, músico, bacharel em Cinema (ECA-USP), mestre e Doutor em Comunicação e Semiótica (PUCSP), com Pós-doutorado em Filosofia (UNESP), e docente do Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD) da PUC-SP.  Já publicou diversos artigos no Brasil e no exterior. Como compositor, instrumentista, produtor e arranjador, lançou dois álbuns de composições originais no terreno música instrumental e da canção popular, “Capitão Nemo no Forró de Todos de Santos”, em 1999, e “PopuP – Pop é o contrário de poP”, em 2012. Em outros momentos como artista, Sérgio já participou de diversos eventos e mostras coletivas, com trabalhos em vídeo interativo, poesia, obras sonoras e performance audiovisual.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros