Home » , , , , » 7 de janeiro Dia do Leitor: A leitura é a maneira mais criativa de florir a vida

7 de janeiro Dia do Leitor: A leitura é a maneira mais criativa de florir a vida

Por: Anderson Lima Em: 07/01/2017


O que me faz gostar de poesia é a capacidade de o poeta exprimir o que sinto. Ele fala o que meu silêncio não me permite dizer, ele chora o que meu orgulho impede de externar. Ele tem acesso ao meu coração, nas palavras dele o meu sentir solitário é exposto.

O poeta gaúcho, Mário Quintana, em um de seus poemas diz-nos assim: “Os poemas são pássaros que chegam não se sabe de onde e pousam no livro que lês. Quando fechas o livro, eles alçam voo como de um alçapão...”.

A leitura é a maneira mais criativa de florir a vida, pois independe se for romance, ficção, poesia ou até livros de receita de bolo. Quem se permite adentrar às páginas de um livro vive mil vidas. Os verdadeiros analfabetos, acredito, são os que aprenderam ler e não leem. Façamos, portanto, como sugeriu o cientista americano Carl Edward: “abra sua mente, mas não tanto que faça seu cérebro cair”.

A leitura é um ato de amor, partilho isso, meus amigos, porque se já é difícil dizer adeus quando não se ama, imaginem quando há amor. Não é fácil colocar um marcador de página em uma história de amor e abandonar a leitura. Por conseguinte, precisamos nos apaixonar por livros e leitores que se eternizam em nossa memória. Porque alguns livros trazem aos nossos olhos o brilho contagiante da esperança, e de maneira simples enchem-nos de beleza, são bíblias reinventadas, e não importa qual seja a nossa religião. A leitura de livros assim nos faz pensar outra vez que, por mais que os enredos mudem e os autores também, o prazer em ler não perde essa antiga e sempre nova mania de continuar a florir.



(Mylca Leite - Life Dreams Fotografia)
A triste realidade é que nem todos se permitem vivenciar as aventuras e magias que uma boa leitura nos proporciona. Vivemos no tempo das redes sociais, dos celulares que são mais "smart" do que "phone", tempo dos “likes” e dos “conteúdos” digitais. No entanto, há muita exposição e pouca profundidade. Algumas pessoas que vivem com livros em mãos somente para fazer selfie, mas que nunca começaram o primeiro capítulo. Aquele tipo de leitor de recorte de internet, que só copia, cola e posta. É assim que algumas pessoas têm nutrido suas mentes supérfluas.

E, como continua o poeta: “Olhas, então, essas tuas mãos vazias, no maravilhado espanto de saberes que o alimento deles já estava em ti”. Do que sua mente e seus olhos têm se alimentado? De bons livros que aparentemente te dão sono ou das superficialidades que te fazem ficar de olhos abertos e mente sempre vazia? Afinal, o que você tem lido ultimamente?

Uma notificação no WhatsApp não deveria nos provocar mais motivação que um momento de leitura, não dá para amar e descrever o amor com 140 caracteres sugeridos pelo Twitter. Precisamos curtir o que nos faz crescer mental, profissional e espiritualmente, não o que nos torna vazios e solitários.

Assim sendo, no dia 07 de janeiro é comemorado o dia do Leitor, àquelas pessoas que amam livros e os leem de verdade. Um bom leitor é sempre diferenciado, e traz consigo muitas habilidades comunicativas e cognitivas. Meu caro leitor, se sua vida fosse um livro, qual capítulo você escreveria neste instante? Dependendo da resposta, vire à página e ressignifique seu dia e suas atitudes. Deixe a poesia te abraçar, os versos falarem por você. As palavras vão pintar a alma e te aguardar nas nuvens e nem precisará fazer “backup”. Ah, livros não fazem milagres, simplesmente formam pessoas melhores e afáveis.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros