Home » , , , , , , , » Autor potiguar, Andrew Vasconcelos, explora o universo fantástico e medieval em seu primeiro livro

Autor potiguar, Andrew Vasconcelos, explora o universo fantástico e medieval em seu primeiro livro

Por: J. B. Novare Em: 26/10/2018

Lançado no último dia 18 de outubro no Shopping Mega China em Santo Antônio de Jesus/BA, “O Inverno Vermelho - Tempos de Guerra e Paz” é um livro de fantasia medieval e o primeiro do escritor potiguar Andrew Vasconcelos. A obra foi publicada com 190 páginas pela Editora Selo Jovem, sob o selo Talentos, e traz Fisor, Flagui, Irion e Jeon, a pequena guarda, partindo numa viagem em busca de solução para o caos vivido em Lagracia, visitando lugares fabulosos, lutando com bruxas e dando de cara com seres encantadores.

No livro “O Inverno Vermelho - Tempos de Guerra e Paz”, Andrew Vasconcelos apresenta uma narrativa incitante, com uma cultura riquíssima, onde amizade, perseverança e fé em Palet serão a chave para o gazado voltar a ser soberano. Nele, Lagracia aprende a lutar com inimigos que nunca mostram as caras. Os exemplares da obra custam R$ 26,40 pela loja online da editora (www.selotalentos.com.br).

Os séculos de glória de Lagracia pareciam poder se estender à eternidade. A comum manhã de mais uma Estroba animada para os lagracianos seguia tipicamente, com sisveres se atacando em busca de enriquecerem com aias e terem poder e status. No entanto, no meio do animado festival, uma estranha flecha do Norte surgiu repentinamente, intimando o gazado para uma guerra, a que marcaria o início do fim para os Telmeder, a soberana família de gazens. A partir daí, invisíveis ataques ao Sul começam a irromper de todas as direções, com lembranças de uma tal de Amazona Dourada trazidas pelos seus sórdidos mancomunados; pela Xarifa... O poderoso gazado, então, começa a declinar violentamente, seus líderes são cruelmente feridos e mortos, e os traidores parecem surgir de onde menos se espera.

“Nunca pensei que eu poderia chegar a escrever um livro, muito menos a publicá-lo. Jamais fui um leitor assíduo, mas sempre amei o mundo da literatura e sempre o vi como um espaço para transformação social, o que me motivou muito a escrever. A ideia veio muito espontaneamente, e depois que imaginei o cenário fantasioso, comecei a escrever e não parei mais. Levei cinco anos amadurecendo a ideia, os personagens, dando corpo à história até, por fim, terminá-la. Foi uma jornada de muito aprendizado, e bastante cansativa, a qual repetirei por muitas e muitas vezes”, revela o autor.

Com o sentimento de encorajar novos talentos na literatura, Andrew escreve: “Gostaria de incentivar a todos que sonham em escrever e publicar seus livros a que não desistam. É um trabalho árduo, difícil de se completar, mas que, quando finalizado, pode mudar nossa realidade, e a dos outros também. Saber que consigo escrever e motivar pessoas em seus sonhos é mais que um prazer para mim: é uma meta. Portanto, incentivo às pessoas que têm manuscritos engavetados há meses, ou há anos, a resgatarem essas preciosidades, relerem com carinho e trabalharem neles com fervor. Vocês podem mudar o dia, e a vida, de muitas pessoas com suas histórias. Então, por que escondê-las?”.

Andrew Vasconcelos é natalense, tem 28 anos, é cristão e trabalha como Psicólogo no Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB). O livro “O Inverno Vermelho – Tempos de Guerra e Paz” é o seu primeiro livro publicado, mas o autor pretende ainda muito a aprender com esse novo projeto. “Esse é meu primeiro livro. Sou marinheiro de primeira viagem, e esses cinco anos foram minha faculdade. Mas, obviamente, ainda tenho muito, tudo a aprender”, revela.

“Saber que posso influenciar pessoas positivamente me faz querer seguir escrevendo. Levar a elas um material de qualidade, que trabalha temas importantes para uma sociedade mais respeitosa, funcional e saudável é meu principal objetivo. Inclusive, O Inverno Vermelho traz discussões importantes acerca de fidelidade, honra, amizade e interações sociais positivas, que, com certeza, são elementos indispensáveis para um mundo melhor”, cita Andrew.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros