Home » , , , , , , , » Professor e médico cadeirante, José Carlos Morais, descreve história de vida e superação em autobiografia

Professor e médico cadeirante, José Carlos Morais, descreve história de vida e superação em autobiografia

Por: J. B. Novare Em: 11/09/2017

Com o seu livro de estreia, o médico e professor universitário José Carlos Morais, lança no próximo dia 23 de setembro “Roda Vida, Memórias de Cadeirante”, em Pelotas (RS). O livro é uma autobiografia onde o autor descreve sua incrível história de vida e superação, 44 anos depois do incidente que o deixou paraplégico. A obra foi publicada pela Editora Jaguatirica, possui cerca de 266 páginas e já está à venda em diversas livrarias do país. O primeiro lançamento ocorreu no dia 5 em Niterói (RJ), e hoje será no Rio de Janeiro, na Livraria da Travessa do Shopping Leblon (Av. Afrânio de Melo franco, 290, Loja 205A), a partir das 19:00h.

Outro lançamento da obra está agendado para o dia 23 deste mês, no Mercado Municipal de Pelotas (RS) através da Livraria Mundial. O valor do livro está por R$ 40,00, na Livraria Blooks (Reserva Cultural) em Niterói, na Livraria da Travessa (Shopping Leblon) e nos sites da Editora Jaguatirica e da Livraria Travessa.

Escrita entre maio e novembro de 2016, onde o autor foi motivado por diversos amigos, que acharam que sua história deveria ser contada em um livro, a obra “Roda Vida, Memórias de Cadeirante”é um livro diferente de tudo que já foi escrito por deficientes. Pois, ao contrário de quase todos, ele é redigido 44 anos depois do fato que o levou à cadeira de rodas. Narrado às vésperas de completar 70 anos, o autor se debruçou nas principais memórias desta longa história como deficiente.

A história é retratada em uma linguagem própria do autor. Onde ele consegue um texto leve, que, ao alternar fatos dramáticos e jocosos, faz o leitor oscilar entre lágrimas e gargalhadas. As memórias passam por sua reabilitação, pela luta pelos direitos dos deficientes e pela sua vasta atuação esportiva. Narra as angústias de quem passou a ter um corpo metade insensível e os desafios para descobrir uma nova sexualidade. Ele mergulha, com emoção, no capítulo dedicado à história da adoção dos seus filhos.

José Carlos Morais mora no Condomínio Ubá Floresta, na Região Oceânica de Niterói (RJ). É médico, professor titular de Patologia da Faculdade de Medicina da UFRJ, onde fez seu Mestrado e Doutorado. Cursou especialização em Hematopatologia na University of Southern Califórnia (USA).

“Um estampido, a sensação de choque, as pernas bambeiam e caio. Vera pergunta: Que houve Zé? - Estou paraplégico - respondo de pronto. É madrugada do dia 3 de dezembro e estamos em 1972. Meu corpo inerte estende-se por uma calçada na Vieira Souto...”, assim, José Carlos inicia o relato de suas memórias como cadeirante. O tiro traria não só consequências físicas como mudaria completamente a trajetória que o jovem médico tinha traçado para a sua vida.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros