Home » , , , , » Primeiro livro de Roza Nino Bahia traz mergulho espiritual e faz leitor refletir suas aventuras astrais

Primeiro livro de Roza Nino Bahia traz mergulho espiritual e faz leitor refletir suas aventuras astrais

Por: J. B. Novare Em: 23/02/2018

Com primeiro lançamento agendado para o dia 23 de março, em Salvador/BA, o livro “Sonhos de Áquila” é o primeiro publicado da autora Roza Nino Bahia. Com edição da Editora Biblioteca 24horas, o livro possui 106 páginas e está à venda no site da editora e no Amazon. A obra nos traz um mergulho à espiritualidade inspirando os leitores a pensar nas diversas aventuras espirituais que defrontamos quando nos desprendemos do invólucro carnal e caminhamos nas diversas dimensões e moradas astrais.

Na obra, Áquila se vê em sonhos, sendo duas pessoas: a mulher que vive encarnada, convivendo com seus familiares, amigos, colegas de trabalho e frequentando mais que esporadicamente e menos do que deveria dentro da espiritualidade e o que viaja pela esfera espiritual, fora do seu invólucro carnal, em um corpo masculino, que afirma a certeza de ser a imagem da sua última encarnação na terra. Juntas, em variados encontros astrais, as suas duas personalidades travam projeções celestes conhecendo seu passado, entendendo seu futuro e galgando melhoras comportamentais rumo a sua reforma íntima.

O evento de lançamento será na Biblioteca da Divisa, do Centro de Atenção à Saúde Prof. José Maria de Magalhães Neto (Av. ACM, s/n, Iguatemi), a partir das 14 horas. Aos interessados em adquirir o livro, ele está disponível também pela página da autora no Facebook (www.facebook.com/rozabahiaescritora), pelo Instagram, ou através do e-mail pessoal rozzbahia@gmail.com.

Roza Nino Bahia mora na Região Metropolitana de Salvador/BA. É funcionária pública, possui alguns projetos literários de diferentes segmentos, mas no momento o seu foco é no espiritual. “Tenho estado em meditação sobre a vida, o que a deixa com disposição a enfrentar os embustes que ela nos traz, através da felicidade que sinto em viver”, diz ela.

A autora sempre escreveu, não sabe como aconteceu, mais começou a ler com menos de quatro anos, e sentia-se feliz ao ler tudo que estava à sua frente. “Aprendi a escrever com seis anos, eu lia muito e não sabia como escrever. Quando fiz doze anos comecei a escrever romances e poemas, nunca os mostrei. Quando fiz 17 joguei tudo fora, rasquei e queimei porque achava está enlouquecendo, eu só queria viver lendo e escrevendo”, revela. Em 2008, Roza voltou a escrever, moderadamente, e no ano passado (2017) sentiu que deveria publicar o seu primeiro livro.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros