Home » , , , , , , , » Escritor Johann Heyss traça magia e amor obsessivo em “Crianças do Abismo”, o seu mais novo romance

Escritor Johann Heyss traça magia e amor obsessivo em “Crianças do Abismo”, o seu mais novo romance

Por: J. B. Novare Em: 18/07/2018

“Crianças do Abismo” é o terceiro romance publicado do escritor e tradutor brasileiro Johann Heyss. A obra, lançada pela Editora Kotter com 132 páginas, é um livro de fantasia sobre mundos paralelos, a magia e o inexplicável 1980. O romance traz um mergulho vertiginoso na mente de um adolescente que resolve misturar sexo, drogas e magia e uma história de amor obsessivo com o próprio primo. Já lançado anteriormente no mês de maio, o livro terá nova apresentação no próximo dia 27 de julho na Casa do Desejo Off-FLIP, em Paraty/RJ.

No romance, o jovem Ricardo Takahashi recebe segredos de práticas mágicas nada ortodoxas e, cético, resolve testar sua eficácia. Sem saber o que é magia e o que é autoindulgência; o que é destino e o que é sincronicidade, Ricardo se vê enlaçado pelos eventos e conduzido a um desfecho concretamente abstrato. “Crianças do Abismo” está por R$ 29,00 na Livraria Baleia (Porto Alegre), Livraria e Bar Patuscada (São Paulo) e pela loja online da editora (https://kotter.com.br/loja/2522/).

O livro tem linguagem ao mesmo tempo pop e poética, cinematográfica e delirante, oferecendo uma leitura fluida, mas imbuída de significados simbólicos e jogos estéticos. O livro tem potencial para agradar tanto a leitores jovens quando ao público adulto e mais maduro, sua linguagem é cuidadosamente pensada para fascinar pelo que a literatura tem de artístico e poético, mas sem abrir mão da trama agitada, detalhada e surpreendente.

“Crianças do Abismo” era para ter sido meu primeiro romance publicado do autor. A obra começou a ser escrita há mais de vinte anos, chegando a várias versões na visão de Johann Heyss, mas nenhuma delas lhe satisfez, então guardando o texto na gaveta. “Daí, passei a escrever livros sobre esoterismo e uma biografia, não só por interesse nos temas, mas por haver demanda. Foram livros encomendados em sua maioria. E ao me tornar tradutor literário de Inglês/Português, há 18 anos, acabei aperfeiçoando a técnica da narrativa de romance na prática, traduzindo um por mês”, revela Heyss, que acabou voltando a escrever romances, iniciando com dois títulos mais tradicionais (“A Fada do Dente” e “Às Vezes O Buraco É Mais Embaixo”). “Então resolvi voltar a Crianças do Abismo e consegui lapidar e reescrever o texto antigo até alcançar a proposta estética mais arriscada à qual me propunha”, conclui.

Johann Heyss é escritor e músico desde 1990 e tradutor literário desde 2001, com dezenas de traduções publicadas. A primeira fase de sua carreira foi voltada para livros de ocultismo com vários deles publicados no Brasil, Alemanha, França, EUA, Rússia e República Tcheca. Mas foi a partir de 2010 que Johann passou a se dedicar em ficção, poesia e biografias. Seu primeiro romance “A Fada do Dente” (2015, Amazon) apresenta a magia sob uma ótica contemporânea e irônica. já no segundo “Às Vezes O Buraco É Mais Embaixo” (2017, Editora Patuá) o autor se afasta completamente da temática esotérica e concentra seu olhar no comportamento e nas mentes de jovens urbanos. Heyss já publicou mais de 60 traduções por diversas editoras, e continua traduzindo até os dias atuais.

O seu último livro publicado, “Às Vezes O Buraco É Mais Embaixo”, conta a história de amor e ódio entre dois jovens, um ativista vegano e a herdeira de um dos maiores impérios da pecuária do Brasil. É uma história crua, violenta e que atinge um ápice chocante. “Não comece a ler o romance (Às Vezes O Buraco É Mais Embaixo), de Johann Heyss, em hipótese alguma. Fuja desse livro. É que, uma vez iniciado, é praticamente impossível largá-lo”, escreve Ronald Villardo, do jornal O Globo. “Uma envolvente ficção cinematográfica”, diz Fernando Sousa Andrade, “Ambrosia”.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros