Home » , , , , , » Refugiado de guerra do Curdistão e jovem portuguesa constituem primeiro romance de Cecília Beça

Refugiado de guerra do Curdistão e jovem portuguesa constituem primeiro romance de Cecília Beça

Por: J. B. Novare Em: 21/12/2017

“Triângulo de Guerra” é um romance escrito por Cecília Beça e traz a história da jovem portuguesa Sara, Jamal e a sua filha Yarin, refugiados de guerra do Curdistão. A história reflete um pouco do que é a realidade dos refugiados, além da abordagem sobre a causa curda e a luta desigual deste povo sem nação. Esse é o primeiro livro publicado da autora, e já está com o lançamento previsto para o dia 27 de janeiro de 2018 na Biblioteca Municipal de Penafiel (Av. Egas Moniz), a partir das 15 horas, em Penafiel (Portugal), com entrada livre.

No romance, Sara é uma jovem alentejana que vê o seu destino mudar após um convite para trabalhar no Porto. Embora seja uma mulher acomodada ao simples, aceita o convite sem hesitar, motivada ainda a deixar para trás as memórias de uma relação que a desgastou emocionalmente. No Porto, e enquanto se adapta ao novo trabalho e à nova cidade, cruza-se com aqueles que viriam a mudar a sua vida para sempre! Jamal e a sua filha Yarin são refugiados do Curdistão.
Uma sucessão de encontros ocasionais e uma cumplicidade que foi crescendo entre Sara e Yarin, rapidamente se desenvolveu numa amizade profunda entre as duas e posteriormente no amor e paixão que acabaria por unir Sara e Jamal em caminhos convergentes. Tudo ocorre entre a agitação do Porto e a tranquilidade do Alentejo, com algumas incursões ao Curdistão, e são estas as características, os altos e baixos, a montanha-russa que, pautam o desenvolvimento e crescimento da história e das suas personagens, desenhando um triângulo de guerra, amor e fé.

O livro “Triângulo de Guerra” foi publicado pela Chiado Editora com 186 páginas e estará por 13 euros pela loja online da editora ou pela Fanpage do livro no Facebook (www.facebook.com/trianguloguerra) a partir do dia 27 de janeiro. Após o lançamento em Penafiel , a autora apresentará o seu livro em Cinfães, no dia 10 de fevereiro no Auditório da Biblioteca Municipal de Cinfães.

Cecília Beça é portuguesa e mora atualmente em Cinfães (um concelho do interior), no Distrito de Viseu (Portugal). Hoje tem 39 anos e trabalha na área de turismo. “Escrevo desde que me lembro, mas essencialmente textos poéticos. Nunca me achei capaz de escrever uma história, criar o enredo, construir personagens. Um dia visualizei uma imagem que seria o mote para a história. Sente-me no computador e comecei a escrever. O que imaginei que seria a história do livro não se veio a realizar, pois a história inicial sofreu algumas mutações. Sem querer já estava a escrever outra história que não a que pensei no início. Escrevi o livro em um mês”, revela.

“De dentro de casa, pude observar uma imagem que iria recordar sempre. Abri a janela na tentativa de absorver melhor toda aquela serenidade. Uma leve rajada de vento quente soprou ao longo de toda a herdade fazendo levantar as folhas de Outono caídas no chão e os pássaros voaram do cimo das árvores em direção ao firmamento. O Sol punha-se atrás dos sobreiros e Jamal era agora apenas uma sombra com os braços erguidos ao céu. Talvez estivesse a procurar respostas na sua fé ou apenas estivesse a escutar uma inspiração divina dentro do seu coração”, citações do livro.

2 Comentários:

  1. Nossa, parece ser bem interessante!!! Tenho me surpreendido muito com as publicações dessa editora.
    Vou colocar o livro na listinha infinita kkk
    ateoriadaslaranjas.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, querida Vitoria.
      Gratos por comentar nossa publicação. Recomendamos a leitura da obra em destaque.
      Abraços!

      Excluir

pesquisar

Nossos Parceiros