Home » , , , , , » Poeta Luís Augusto Cassas fará lançamento duplo este mês em São Paulo

Poeta Luís Augusto Cassas fará lançamento duplo este mês em São Paulo

Por: Blog Bookeiro Em: 18/09/2017

O lançamento duplo, dos livros “A Pequena Voz Interior & Outros Comícios do Vento” e “Maria - A Fortaleza Sutil Que Vence Toda Força”, as mais recentes obras do poeta Luís Augusto Cassas, ocorrerá no próximo dia 28 de setembro no auditório da Livraria da Vila (Alameda Lorena, 1.731 – Jardim Paulista) em São Paulo (SP), a partir das 18:30h. O evento contará com recital de vários poetas convidados. Os dois livros foram publicados pela Editora Penalux, correspondem aos números 21 e 22 das obras já publicadas pelo poeta, e trazem em si um forte sentimento de Deus e do Mundo.

Na obra “A Pequena Voz Interior & Outros Comícios do Vento”, os versos retratam período de grave crise criativa e existencial do poeta, após cirurgia na região do pescoço e garganta, quando perdeu a fala por aproximadamente 08 meses e a capacidade de raciocinar poeticamente por mais de um ano. “A cicatriz que me atravessa/ o pescoço/ é a mesma cicatriz/ que atravessa/ a minha vida”, diz um dos poemas do livro.

O título sugere um mergulho no elemento ar, núcleo mercurial da oxigenação e sopro da vida, com outros cinco “comícios do vento”. Mas, afinal, o que são comícios do vento? Definição do próprio poeta: “Concentração de nuvens de pensamento que o poeta faz chover poesia. Círculos de poemas em tons saturnianos, plutonianos, venusianos e netunianos, compondo vasto material temático, em que o amor e a poesia ocupam espaços fundamentais”.

No livro “Maria, A Fortaleza Sutil Que Vence Toda Força”, é a antologia de um poeta pós-contemporâneo sobre a Mãe de Deus. Uma reunião de poemas “éditos” e inéditos em que o tom lírico-devocional e a compreensão gnóstica-alquímica sobre o feminino espiritual ampliam a conhecida perspectiva mística. No instante cósmico em que as torres da arrogância e egoísmo universal intensificam suas engrenagens de destruição contra as aspirações de paz da humanidade, os versos se constituem em sutil sopro lírico, movendo interiormente as usinas do sonho, da beleza e do ideal, em busca de uma realidade que precisa ser novamente sonhada.

O livro também é uma homenagem às comemorações à duas famosas aparições da Virgem Maria: ao centenário da aparição de Nossa Senhora de Fátima (1917 – 2017) e ao tricentenário da aparição de Nossa Senhora de Aparecida (1717 – 2017).

A poesia de Luís Augusto Cassas habita a convivência entre o popular e o esotérico, o místico e o mítico, o cósmico e o sentido da vida, navegando no eros da existência. Após os trinta anos tomou conhecimento da obra de Jung, taoismo, budismo, cartas de tarô, que lhe forjou nova compreensão da vida e do mundo.

Luís Augusto Cassas escreveu vinte livros que foram reunidos em “A Poesia Sou Eu, Sua Poesia Reunida”, composta de dois grossos volumes encadernados com aproximadamente 1500 páginas (Imago Editora, RJ). Estreou para a escrita com a obra “República dos Becos”, em 1981. E em seguida vieram “A Paixão Segundo Alcântara”, “Rosebud”, “O Retorno da Aura”, “Liturgia da Paixão”, dentre outros. Publicou também,  a partir de 2000, “Deus Mix: Salmos Energéticos de Guaraná c/ Açaí & Cassis”, “O Vampiro da Praia Grande”, “A Mulher Que Matou Ana Paula Usher: Diário de Uma Paixão”, “O Filho Pródigo: Um Poema de Luz e Sombra”, e “O Livro”, com duas unidades editoriais: “O Sentido (Relatos da Fumaça do Incenso) e “O Paraíso Reencontrado”.

Seus livros foram lidos, estudados ou comentados por nomes como Marco Lucchesi, José Mário da Silva, Josué Montelo, Carlos Drummon de Andrade, Ferreira Gullar, Ivan Junqueira, Frei Betto, Leonardo Boff, Zeca Baleiro, Nízia Villaça, Ledo Ivo, dentre inúmeros outros. Os livros “A Pequena Voz Interior & Outros Comícios do Vento” e “Maria, a Fortaleza Sutil Que Vence Toda Força”, saíram agora neste segundo semestre de 2017, pela Editora Penalux (São Paulo).

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros