Home » , , , , , » Livro infantil “Tem Um Mato No Seu Sapato”, do pedagogo Gustavo Smis, será lançado hoje em Niterói-RJ

Livro infantil “Tem Um Mato No Seu Sapato”, do pedagogo Gustavo Smis, será lançado hoje em Niterói-RJ

Por: J. B. Novare Em: 14/01/2017


O livro infanto-juvenil “Tem Um Mato No Seu Sapato” do pedagogo carioca Gustavo Smis, será lançado hoje (14) a partir das 11h no Espaço Cultural Correios, no Centro de Niterói, no estado do Rio de Janeiro. Esta é uma obra com uma história cantada e traz ao longo de suas páginas muita emoção e sensibilidade.

“Tem Um Mato No Seu Sapato” é uma história que surgiu há nove anos, dentro e fora da sala de aula. “Um dia, entrei em uma sala para dar aula de música, e logo após ter cantado a primeira música na rodinha, uma menina falou: - Tem um mato no seu sapato. Quando eu olhei estava agarrado no meu sapatênis um capim enorme. Após o término da aula, deixei o capim no canteiro do pátio da escola e logo que me afastei, veio um passarinho e levou o capim. Eu fiquei pensando no destino daquele simples mato, e ao chegar em casa resolvi escrever a história, que apesar de ser uma fábula é também verídica” destacou Gustavo Smis.

O livro “Tem Um Mato No Seu Sapato” é uma obra que reúne poucas páginas, mas com uma história muito rica para crianças em idade escolar. Foi publicado pela editora Brinque Ler e pode ser adquirido sob encomenda com o próprio autor através do e-mail gustavosmis@hotmail.com pelo preço inicial de R$ 25,00.

Gustavo Smis, residente na cidade de Niterói no Rio de Janeiro, é pedagogo, músico e trabalha em algumas escolas da rede particular de ensino. Sua principal influência literária é a cantora e compositora Bia Bedran, o qual teve o privilégio de fazer o seu curso de contação de história na UERJ. “A Bia fez um texto de apresentação do meu livro, e está sendo uma honra para mim”, diz ele. Outros nomes de referências como Ana Maria Machado, Elisa Lucinda, Fátima Miguez, Antoine de Saint-Exuperi, também.

“Trabalhar com arte e crianças envolvem muitas facetas, e nestes anos de trabalho contar histórias sempre foi um dos meus recursos preferidos”, diz o autor.

0 Comentários:

Postar um comentário

pesquisar

Nossos Parceiros